Saúde ao seu Alcance


O perigo do sedentarismo

Postado dia 28/11/2018

A Organização Mundial de Saúde (OMS) estima que quatro em cada cinco adolescentes entre 11 e 17 anos são sedentários, já entre os adultos, o número de sedentários é de um em cada quatro, ou seja: nos adultos, o sedentarismo está presente em 23% dos indivíduos, já nos mais jovens, esse índice é de 81%.

Ainda segundo a OMS, para um adulto ser considerado como ativo é necessário praticar 150 minutos de atividade física aeróbica moderada por semana. Para os adolescentes, 60 minutos de atividade moderada todos os dias é a recomendação.

Sedentarismo e seus perigos

Sabemos bem da importância da prática de exercícios físicos, afinal, desde sempre ouvimos falar sobre isso: controla o peso, diminui a pressão, diminui o risco de desenvolver doenças cardíacas, ajuda a manter músculos e articulações saudáveis. Já o sedentarismo contribui para aumentar o risco de uma série de doenças: diabetes mellitus, obesidade, aumento de colesterol, infarto do miocárdio, além de dificultar a recuperação de outras tantas doenças e aumentar o risco de mortalidade em geral.

Saia do sedentarismo

A falta de tempo é a maior justificativa para uma vida sedentária. Mas é importante colocar a saúde em primeiro lugar e, na medida do possível, arrumar um espaço para cuidar de você.

Caminhar, correr, pedalar, nadar, dançar, praticar musculação ou jogar bola, são muitas as possibilidades de sair do sedentarismo. Mas é importante ter orientações de um médico e de um preparador físico que vão ajudar você a começar uma nova rotina sem que isso represente riscos para a sua saúde.

O passo mais difícil é começar, mas depois que isso acontece, o organismo se acostuma e passa até a pedir por isso. É interessante procurar algo que você se identifique, que goste de fazer, assim fica mais fácil praticar exercícios e isso não se torna um sofrimento.

Comece devagar, não exija muito de seu corpo, vá aumentando a quantidade e a intensidade dos exercícios gradualmente e sempre com acompanhamento. Todas as vezes que a preguiça bater, lembre-se que se trata de sua saúde e que esse é um cuidado que você precisa e merece.

 

Voltar para Home Ver todos